PR5

Penalobo

A povoação de Penalobo dista cerca de 15 km da sede do concelho e a freguesia, juntamente com a anexa da Agua da Figueira, totaliza cerca de 141 habitantes. Já fez parte do antigo município de Sortelha, extinto em 1855, tendo então passado a integrar o termo do Sabugal. Fica situada na região do rebordo da plataforma Meseta, onde se abrem os vales escavados pelas linhas de água da bacia do rio Zêzere. Em torno da povoação erguem-se diversas penedias graníticas, de onde lhe advém o nome original de Penha do Lobo. Do seu património cultural e edificado destaca-se a Igreja Matriz de invocação a São Nicolau, a Capela de Santo Antão, a Capela da Senhora da Boa Morte de Agua da Figueira e a fonte de mergulho. Na freguesia conhecem-se também alguns pontos de interesse arqueológico, como o abrigo rupestre pré-histórico da Lapa do Urso, o povoado lusitano da Serra das Vinhas e o habitat romano do Outeiro da Vinha, onde foram já identifica¬dos diversos materiais de valor. Por esta região passava outrora um importante caminho de ligação das terras baixas às terras altas da Guarda.


O percurso

A pequena rota inicia-se na Rua Principal, espaço central de Penalobo. Antes de sair da aldeia, visita um belo recanto constituído por pequenos lameiros e por várias represas em pedra, ao longo do ribeiro, ladeados por um carvalhal. Antiga-mente a água era encaminhada daqui até às hortas da aldeia, mais abaixo. Podemos seguir pelo ramal até à pequena barragem, beneficiando de uma paisagem magnífica. O relevo acidentado, com abundantes afloramentos graníticos e poucos terrenos de cultivo originou a pequena dimensão das parcelas, ocupadas com hortas, pomares e pastagens, nas imediações da aldeia. Mais longe, os matos de giesta, os carvalhais e os pinhais dominam a paisagem. Começam-se a abrir excelentes vistas panorâmicas sobre a Serra da Estrela e Cova da Beira, que nos acompanharão até ao fim do percurso. Passamos pela Quinta da Retorta, com inúmeras culturas e atividades agrícolas em pequena escala, designadamente pomares e hortas em socalcos, lameiros, sobreiros, colmeias e um forno comunitário. Após a subida ziguezagueante, estamos junto ao que resta do povoado fortificado proto-histórico da Serra das Vinhas e daqui continu-amos pela cumeada até perto de Penalobo. Na aldeia existe uma coleção privada com centenas de minerais de várias cores e formatos, que merece uma visita.

PR5

downloads

KMZ file [visualizar]

PDF file [visualizar]

GPX PR5 [visualizar]

Outros Percursos | visualizar [+].


Facebook